FINALIZADA A PRIMEIRA FASE DO PROJETO HOSPITAL MODELO NA REDE PAULO DE TARSO

A Rede Paulo de Tarso, que inclui a Clínica de Transição Paulo de Tarso, entregou recentemente a primeira etapa do projeto de modernização Hospital Modelo de Assistência ao Idoso – Melhorias na Infraestrutura de Atendimento ao Idoso. Graças à valiosa contribuição de diversas empresas, a instituição passou por diversas adequações estruturais que beneficiaram pacientes e seus familiares, além dos colaboradores. Essas mudanças tornaram o ambiente assistencial mais moderno e acolhedor, favorável para a recuperação.

Essa iniciativa contou com o apoio da Arteris, CaptaMed, Cemig, Drogaria Araújo, EMS Farmacêutica, Localiza, MAPRE Brasil, Banco Mercantil do Brasil, MILPLAN Engenharia,Qualirede, TV Globo, Vacinar, Vale do Brasil, Vallourec e a Prefeitura de Belo Horizonte, sendo intermediada pelo incentivo do Fundo Municipal do Idoso de BH. 

De acordo com a Assessora de Relações Institucionais da Rede Paulo de Tarso, Nicole Oliveira, o projeto Hospital Modelo vem proporcionando humanização dos ambientes hospitalares: “Com o aporte financeiro, conseguimos revitalizar áreas estratégicas de acordo com os requisitos da legislação e os padrões de qualidade para o atendimento ao idoso. Poucos hospitais que atendem o SUS em Minas Gerais oferecem ambientes com climatização de alto padrão como o nosso. Além do conforto promovido para os pacientes e seus familiares, a implantação do moderno sistema de climatização impacta positivamente nas condições clínicas. O controle da temperatura do ambiente favorece a redução de infecções hospitalares. Já percebemos, inclusive, melhoras em nossos indicadores. Os clientes, acompanhantes e funcionários estão muito satisfeitos com a execução do projeto”. 

José Fernandes da Silva – que esteve reabilitação pós-AVC na Clínica de Transição – aprovou a iniciativa: “Fiquei muito satisfeito com o serviço e o conforto que tive na enfermaria e no Ginásio de Reabilitação. Neste calor, o ar-condicionado refresca e nos deixa mais bem dispostos. Agradeço às empresas que colaboraram para a realização dessas reformas”.

Esse é só o começo, o projeto ainda prevê uma segunda fase, que proporcionará mais melhorias na infraestrutura e nos serviços médico-hospitalares prestados.

CONFIRA AS PRINCIPAIS REALIZAÇÕES NESTA PRIMEIRA FASE: 

– Implantação de um novo sistema de climatização central em toda instituição que impacta no atendimento de cerca de 40 mil pacientes/dia ao longo de um ano, assim como dos seus cuidadores e familiares. Além disso, beneficia diariamente cerca de 300 profissionais da saúde, em especial os heróis que estão na linha de frente dos atendimentos aos pacientes em reabilitação da COVID-19. 

– O novo sistema de climatização possui fluxo de gás refrigerante variável – uma tecnologia de ponta que garante o melhor desempenho energético e o menor impacto ambiental em relação aos modelos tradicionais de ar-condicionado. 

– Elaboração de um novo e moderno projeto arquitetônico e de outros 11 projetos de sistemas prediais e de sinalização, que incluíram a revitalização do Ginásio de Reabilitação e de Unidades de Cuidados Continuados. Tudo pautado na segurança, acessibilidade, conforto e pensado para oferecer a melhor experiência aos nossos clientes.

Compartilhe:

Mais posts

DISARTRIA PÓS-AVC

A disartria é uma alteração da fala provocada por um distúrbio neurológico, como um AVC, paralisia cerebral, esclerose múltipla, doença de Parkinson, entre outros transtornos

ANEURISMA E AVC

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) e o Aneurisma são doenças que afetam muitas pessoas pelo mundo e se correlacionam, já que a ruptura de um